quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

3ª S. Silvestre de Lisboa - 2010


Sou o jovem atleta vestido de laranja com o logo da equipa Run 4 Fun - R4F ao peito. 



Desde o início tentei acompanhar a bandeira dos 40 min, com o objectivo de baixar desta marca. Não foi uma prova fácil e quando chegámos ao 6º km tive que deixar partir o porta-bandeira e o pelotão que o acompanhava, sentindo um travo amargo a desilusão. Fiz a subida até ao Marquês de Pombal a um ritmo de 4:20 por km, vendo a bandeira a afastar-se paulatinamente, o que me deixava pouca margem para recuperar nos kms finais. 
No entanto, quando comecei a descida senti-me renascer e estuguei o passo. Levado pela gravidade e pela adrenalina, consegui fazer os dois últimos kms a 3:38. Nos últimos metros só tinha olhos para o relógio electrónico e cruzei a linha da meta quando este marcava 40:12. Conferi com o meu Garmin, o qual marcava 40:02. Outra desilusão! Ainda não tinha sido desta.  Aceitei, resignado, que teria que deixar o objectivo para uma próxima corrida, quiçá a S. Silvestre da Amadora, que iria ter lugar na 6ª feira seguinte. 
Contudo, nessa noite, quando consultei o site da corrida, tive a excelente surpresa de constatar que o tempo de chip afinal tinha sido inferior ao do meu Garmin e o meu esforço tinha sido cronometrado a 39:52!!!
Mais um objectivo de 2010 alcançado antes das 12 badaladas de dia 31 de Dezembro. São estas pequenas conquistas que me dão ânimo para continuar a tentar melhorar os meus tempos.


Vibram Five Fingers

30 km de corrida pelo Pinhal da Apostiça, na véspera de Natal: puro êxtase!




Correr com os Vibram é durinho e requer alguma habituação, mas não há dúvida que ficamos "agarrados". Sente-se o chão e a sensação é óptima. Já para não falar na massagem revigorante na planta dos pés. Com o aumentar da distância os pés e os gémeos sofrem um bocado, mas em compensação os joelhos e os tornozelos beneficiam muito com a melhoria da postura. Ainda não estou capaz de me aguentar muito tempo em cima da parte anterior dos pés e a tendência é para voltar à posição preguiçosa em cima dos calcanhares, mas com o treino isto vai lá. Recomendo vivamente! Mas atenção: com cuidado e moderação.