segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Ultra-Trail du Mont-Blanc – Uma odisseia entre Mercúrio e Plutão, uma viagem interior – Estatística e Homenagem








"No começo do tempo, de ouro era a raça dos homens na terra."
- A Íliada




Na curta prosa que se segue elenco alguma estatística do UTMB de 2015 e presto a minha sentida homenagem aos participantes nesta fabulosa aventura!



O vencedor masculino foi o francês Xavier Thevenard, num tempo incrível de 21:09:15.




Xavier Thevenard




A vencedora feminina foi a francesa Nathalie Mauclair, num tempo igualmente fastástico de 25:15:33.
Esta senhora já tem 45 anos e é mãe de 3 filhos!



 Nathalie Mauclair



Participação portuguesa:



Armando Teixeira, por ter alcançado um brilhante 19º lugar na classificação geral masculina e ter enfim concretizado a sua ambição em completar esta emblemática prova. És GRANDE meu amigo!



Armando Teixeira



Lucinda Sousa e Susana Simões não só pelo seu excelente 20º e 21º lugar na classificação geral feminina, mas sobretudo pela imensa capacidade de superação que demonstraram ao longo de toda a prova, em que tiveram que enfrentar enormes dificuldades e o fizeram em conjunto demonstrando um enorme espírito de solidariedade e entreajuda.



Lucinda Sousa e Susana Simões 



A minha homenagem a toda a Armada Lusa por se ter portado magnificamente, sobretudo aqueles que apesar de meses inteiros de sacrifício para poderem estar presentes, tiveram que parar antes da meta, por algum imponderável, por algum azar, algum imprevisto que os impossibilitou de completar a prova. Poderia ter sido qualquer um dos 47 que alinharam à partida. Cada um de nós tinha ambições diferentes. Os mais fortes quereriam fazer lugares de destaque, os de segunda linha gostariam de brilhar entre os seus pares, e os de pelotão teriam como ambição completar a prova dentro do tempo limite. Cada um terá dado o seu melhor. São todos heróis por terem tido a coragem de perseguir os seus sonhos alinhando na partida.



Armada Lusa



Há dias melhores, outros piores. Um pé mal colocado que provoca uma entorse, uns ténis mal escolhidos que nos massacram os pés, um desarranjo intestinal que nos impossibilita absorver nutrientes e água, uma queda infeliz que nos fratura um joelho, mil e uma coisas que podem correr mal ao longo de 20, 30 ou 40 horas de prova. Também é necessária muita coragem para saber parar.




A toda a Grande Equipa Lusa que nos seguiu in loco, acompanhando-nos de posto em posto e festejando cada um de nós que passava, àqueles que nos esperaram na meta, aos que nos seguiram no facebook, no site da prova, por sms, telefone ou pombo correio, e estiveram sempre presentes connosco mesmo que à distância.








Aos nossos patrocionadores, a todos aqueles que contribuem com tempo e recursos para nos ajudarem a atíngir os nossos objetivos. No meu caso específico, tenho a agradecer a generosa cedência de equipamento desportivo feita pela "Equilibrium - Soluções Desportivas".







Às nossas famílias e amigos que nos apoiam e suportam e nos dão alento e amor, são capazes das palavras adequadas quando estamos no fundo e nos estendem a mão para que de lá consigamos sair, connosco celebram quando estamos nos píncaros e nos aceitam tal e qual somos.








Uma vénia ao Orlando Duarte por ter estado muitas horas ao computador a coligir dados e disponibilizar informação para todos os que seguiam ansiosamente a prova. É um verdadeiro serviço público aquele que prestas a toda a comunidade de pessoas interessadas no Trail (ou Trilhos como lhes preferes chamar :-)








Aproveito para usar alguma da informação que ele generosamente disponibilizou. Espero que não leve a mal:



170km, 10.000m D+ 10.000D-, 3 Paises, 7 vales, 71 Glaciares.

Principais dificuldades:


Col de Voza, Col du Bonhomme, Col de la Seigne, Mont Favre, Bertone, Grand col Ferret, Bovine, Tseppes e Tête au vent.


Atletas inscritos: 2748

Masculinos: 2516
Femininos: 232 / 8.4%

Á partida: 2563

Masculinos: 2340
Femininos: 223 / 8.7%

Atletas classificados: 1632 / 63.68% dos que partiram

Masculinos: 1500
Femininos: 132 / 8.09% de todos que chegaram

Desistências: 931 / 36.32%

Tempo gasto em média pelos 30 portugueses classificados: 39:33:05

Tempo gasto em média pelos 1632 classificados da geral: 39:54:56



Tabela com a classificação portuguesa




Tabela de Estatísticas




Minhas:

Total:

170 km / 10.000 mD+ / 10.000 mD-
39:24:46 ~ 39,5 horas
Ritmo 4,3 km/h

Primeiros dois terços da prova:

136 km / 8.000 mD+ / 7.150 mD-
26:26:26 ~ 26,5 horas
Ritmo 5,1 km/h

Último terço, depois de aparecer o famigerado "Homem da Marreta":

34 km / 2.000 mD+ / 2.850 mD-
12:58:20 ~ 13 horas
Ritmo 2,6 km/h

Ou seja, 1/5 do percurso percorrido em 1/3 do tempo a 1/2 da velocidade! Que enorme perda de rendimento.





Texto da Organização:

28th August, 2015. It is 6:00pm and we are more or less 2300 people sharing the same dream carefully prepared over many months. Despite the incredible difficulty, we feel serene thanks to the help and comfort offered with by 2000 volunteers who in a spirit of sharing and friendship are ready to partake in the same adventure.
We are about to take off on a dream-world adventure.
We will be rubbing shoulders with Aiguille de Bionnassay and crossing Col du Bonhomme by moonlight. At sunrise, we will cross Col de la Seigne into Italy and the magical Val Veni overlooked by Noire du Peuterey and the glaciers descending Mont Blanc. Later we will reach the Val Ferret, guarded by Dent du Géant and Grandes Jorasses before finally turning into Switzerland to relish the beautifully protected countryside.
We will have to put up with fatigue, to overcome our fears and anxieties. Some participants, having pushed their limits to the extreme, will choose to break off the race keeping intact their hopes to make it from beginning to end at some later date. They will be rewarded for their achievement and their names will be added to the list with everyone else at the end of the race.
The others will climb over Bovine and Les Tseppes. Then, with Aiguille Verte in front of them, under the vertical heights of the Drus and with majestic presence of Mont Blanc before them, they will dive down towards the finishing line in the heart of Chamonix. 
Refreshment posts : The principle of the race is semi-self sufficiency. Ten posts will be supplied with drinks and/or food to be taken on site. 
Major difficulties: Ascension of high passes (col de Voza, col du Bonhomme, col de la Seigne, grand col Ferret) as well as the ridge of the Mont favre, the Bertone Refuge, Bovine, Tseppes and Tête au vent.
Downhill tracks towards Saint Gervais, Courmayeur, La Fouly, Trient and Vallorcine. 

Registration to UTMB® is only allowed to competitors who have already had an experience and who can prove it. To enrol for the UTMB® 2015, you need to have acquired a minimum of 8 points by having completed, between 2013/01/01 and 2014/12/31 exclusively, races included in this list. The 8 points have to be acquired with 3 races maximum.This race is limited to 2300 competitors.


http://www.ultratrailmb.com/en/page/20/UTMB%C2%AE.html









2 comentários:

  1. Que Honra e orgulho fazer parte de uma Homenagem prestada pelo titular do Dorsal 1967 a uma Grande Armada Lusa!
    Obrigado.
    Orlando Duarte

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Orlando, é uma homenagem merecidissima. Obrigado eu!

      Eliminar