domingo, 28 de abril de 2019

Andorra Ultra Trail VallNord - Ronda dels Cims 2019 - S02E08







Amar
Que pode uma criatura senão,
Entre criaturas, amar?
Amar e esquecer, amar e malamar,
Amar, desamar, amar?
Sempre, e até de olhos vidrados, amar?
Que pode, pergunto, o ser amoroso,
Sozinho, em rotação universal, senão
Rodar também, e amar?
Amar o que o mar traz à praia,
O que ele sepulta, e o que, na brisa marinha,
É sal, ou precisão de amor, ou simples ânsia?
Amar solenemente as palmas do deserto,
O que é entrega ou adoração expectante,
E amar o inóspito, o áspero,
Um vaso sem flor, um chão de ferro,
E o peito inerte, e a rua vista em sonho,
E uma ave de rapina.
Este o nosso destino: Amor sem conta,
Distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas,
Doação ilimitada a uma completa ingratidão,
E na concha vazia do amor à procura medrosa,
Paciente, de mais e mais amor.
Amar a nossa falta mesma de amor,
E na secura nossa, amar a água implícita,
E o beijo tácito, e a sede infinita.
  • Carlos Drummond de Andrade


É isso mesmo: amar! Sem amor não se consegue treinar para uma prova destas.
Sobretudo é necessário muito, muito amor: amor pela brisa no rosto, pelo coração que bate, pelo entardecer na Serra, pelo Sol e pela Chuva, pelo suor no rosto e sangue na boca, pelo som dos pássaros, pela humidade do nevoeiro, pelas arestas cortantes das pedras, pelo macio duro da rocha, pelas raízes e pelos troncos das árvores, pelo vento que sopra nas copas, e o pó que se liberta do chão. Muito, muito, muito amor...




6º Mesociclo

(13ª, 14ª, 15ª e 16ª semanas de 2019 - 25/03 a 21/04



Mais um bom Mesociclo, se bem que menos intenso do que os anteriores, virtude de constrangimentos na minha vida pessoal e profissional.


Pelo menos, o sono parece ter regularizado.




Já o peso, está difícil voltar a baixar. Vai ser complicado levar estes 7kg extra pela montanha acima, mas hei-de conseguir.




Mesociclos semanais:


total mensal:


total anual:



O perímetro da Terra, no Equador, são 40.075 km. Mais um ano e devo conseguir completar uma volta inteira. Do nível do mar ao alto do Everest são 8.842 m. Mais um ano e devo conseguir completar 100 subidas e descidas.




A minha medida de treino, desde que comecei a treinar regularmente, em 2008:

km-effort = distância (km) + 10 x desnível (km)




Comparação homóloga dos Mesociclos (mesociclo = 4 semanas de treino).

A linha azul clarinha é a do corrente ano de 2019. Coloco todos os mesociclos desde o ano em que fiz a minha primeira prova de 100 milhas (2012)

Aqui está a lista completa:





Um mês bom, são 400 km



Subir, subir, subir... descer, descer, descer...

É a Altimetria Estúpido!

O 2º e o 3º mesociclos deste ano de 2019 foram fantásticos.




Agora, há-que não esmorecer e continuar a treinar com força e método.

A prova de teste, o EGT - Estrela Grande Trail - 80K/5KD+, está à porta!






domingo, 14 de abril de 2019

Andorra Ultra Trail VallNord - Ronda dels Cims 2019 - S02E07





























Recomeça....
Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.


E, nunca saciado,
Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar e vendo
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças...


Miguel Torga





5º Mesociclo

(9ª, 10ª, 11ª e 12ª semanas de 2019 - 25/02 a 24/03)


Mais um bom Mesociclo, apesar de ter sido um mês de trabalho muito intenso, na frente profissional.

No espaço de tempo de uma única vida, tento conseguir o milagre de encaixar quatro vidas muito intensas: o trabalho muito exigente, de um Engenheiro de Telecomunicações (ah! sou eu...); a gestão da casa e da família (os meus mais-do-que-tudo); o meu hobby desportivo, que me toma o tempo de um atleta semi-profissional (mas, infelizmente, sem os mesmos resultados); e a satisfação da minha curiosidade intelectual, que também chegava para ocupar uma vida inteira.

A meio de Fevereiro, tive instalação de Release de Software do meu principal produto/serviço. Na minha função, entre outras coisas, dou suporte a serviços de telecomunicações de grandes empresas, incluindo Centros Hospitalares, Bombeiros, Serviços Camarários, Ministérios, etc. É uma função com grande responsabilidade e a correspondente dose de stress. E quando algo corre menos bem, é certo que se vai ter que dar o litro para resolver.

Para o bom evoluir dos meus treinos, a recuperação é essencial, e essa recuperação passa por dormir horas de sono regulares, no meu caso a rondar as 8 horas por noite.

Ora isso não tem sido de todo possível desde meados de Fevereiro, embora felizmente tenha vindo a recuperar, e se comece agora, finalmente, a aproximar do valor ideal:






Outro indicador que sofre com a falta de sono é o controle do peso. Quando andamos sob stress e não dormimos, temos tendência a ingerir com frequência alimentos muito calóricos, fruto de uma desregulação hormonal.

De acordo com o planeado, o meu peso estava a diminuir paulatinamente. Com o stress, voltou a subir. Agora vou ter que fazer um esforço redobrado para conseguir chegar ao objetivo, ainda antes da grande prova de 100 milhas, em Julho.






Mas eis aqui os dados do meu treino:




























Muito embora o treino tenha estado controlado durante este 5º mesociclo, no mesociclo seguinte, o 6º, que já vai a três quartos, a coisa parece estar mais descontrolada. A carga de treino tem vindo a sofrer significativamente e a minha forma física tem baixado. Vou ter que voltar a colocar carga, pois já só faltam 4 semanas para o objetivo intermédio, os 80K / 5.000mD+ do  EGT - Estrela Grande Trail.







Portanto já chega de estar aqui à volta do PC, vou mas é para a Serra correr!