1ª Epistola de São Paulo aos Coríntios

Views cap. 13

Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver caridade, serei como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine.

Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade, nada serei.

E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver caridade, nada disso me aproveitará.

A caridade é paciente, é benigna, a caridade não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal, não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

A caridade jamais acaba. Mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará. Porque em parte conhecemos, e em parte profetizamos. Quando, porém, vier o que é perfeito, o que então é em parte será aniquilado.

Quando eu era menino, falava como um menino, sentia como um menino. Quando cheguei a ser homem, desisti das coisas próprias de menino.

Porque agora vemos como em espelho, obscuramente, e então veremos face a face; agora conheço em parte, e então conhecerei como sou conhecido.

Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, e a caridade. Estas três. Porém, a maior delas é a caridade.

Comentários



Posted by:
has written 0 awesome articles for dorsal1967.

Mensagens populares deste blogue

ITRA Performance Index - Tudo o que nunca quis saber nem teve vontade de perguntar

UTAX - Ultra Trail Aldeias do Xisto - 2014

De Vela até aos Açores

5º AXTrail series 2012

Provas Insanas - Westfield Sydney to Melbourne Ultramarathon 1983

Le Grand Raid des Pyrénées

MIUT - Madeira Island Ultra Trail

Ultra Trail Atlas Toubkal - UTAT 2016 - A prova

GR13 - Via Algarviana

VCUF - Volta Cerdanya UltraFons - 214 km - 10.000m D+