Backyard Ultra - Outro Nível de Loucura ou a Corrida da Esperança

Views

 


 

 THERE IS NO FINISH!

 

Julgo que esta frase expressa bem o espírito deste novo nível de loucura.

Esta é uma corrida que nas suas horas iniciais não parece ser particularmente exigente.

Afinal trata-se de correr voltas consecutivas de 6706 metros em menos de 60 minutos.

O objetivo final é completar 24 voltas, ou continuar até que todos os outros atletas tenham desistido.

No entanto à medida que as horas, os kms, e sobretudo as voltas repetitivas se vão acumulando, e não se vê o fim à coisa ("There is no finish"), vai-se perdendo a esperança que esta tortura alguma vez tenha fim. 

Para que isso aconteça, os adversários têm que capitular primeiro. Não estamos dependentes apenas de nós próprios. E como se sabe, a esperança é tudo, como a seguinte experiência bem demonstra:


(...) the work of late Johns Hopkins professor Curt Richter. In the 1950s, he conducted a gruesome experiment with domesticated and wild rats (...)

Now came the wild rats, renowned for their swimming ability. The ones Richter used had been recently trapped and were fierce and aggressive. One by one, he dropped them into the water. And one by one, they surprised him: Within minutes of entering the water, all 34 died.

“What kills these rats?” he wondered. “Why do all of the fierce, aggressive, wild rats die promptly on immersion and only a small number of the similarly treated, tame, domesticated rats?”

The answer, in a word: hope.

“The situation of these rats scarcely seems one demanding fight or flight—it is rather one of hopelessness,” he wrote. “[T]he rats are in a situation against which they have no defense … they seem literally to ‘give up.’”

Richter then tweaked the experiment: He took other, similar rats and put them in the jar. Just before they were expected to die, however, he picked them up, held them a little while, and then put them back in the water. “In this way,” he wrote, “the rats quickly learn that the situation is not actually hopeless.”

This small interlude made a huge difference. The rats that experienced a brief reprieve swam much longer and lasted much longer than the rats that were left alone. They also recovered almost immediately. When the rats learned that they were not doomed, that the situation was not lost, that there might be a helping hand at the ready—in short, when they had a reason to keep swimming—they did. They did not give up, and they did not go under.

“After elimination of hopelessness,” wrote Richter, “the rats do not die.”

There are obviously many differences between humans and rats. But one similarity stands out: We all need a reason to keep swimming.

Artigo original publicado em Psychology Today.


Para ganhar é óbvio que é necessário uma preparação física excecional, mas a grande maioria dos atletas que vamos encontrar no percurso estará preparado a esse nível. A menos que ocorra uma lesão debilitante, no final o atleta que restar será aquele que acreditou mais.

E é isso mesmo que torna esta corrida única.

O vencedor de 2018, Johan Steene da Suécia, aguentou uma volta mais do que a grande Courtney Daulwalter dos EUA. No final ele afirmou que apenas tinha ganho graças ao formato da corrida. Nas suas palavras: "em qualquer outro formato ou distância a Courtney ter-me-ia batido facilmente." 


Mas passemos a um pouco de história da prova. Não vale a pena reinventar a roda, e portanto remeto-vos para um excelente artigo da BBC:

 

Big Dog is race organiser Gary Cantrell's pet bulldog, who spends most of his time snoozing under a table at the start-finish line, barely lifting a droopy eyelid as dozens of sleep-deprived runners shuffle past him day and night.

The backyard is Cantrell and wife Sandra's sprawling farm in Bell Buckle, rural Tennessee, where runners complete a loop of the woods every hour during the day, before switching to an out-and-back route on the road at night for safety reasons.


https://www.bbc.com/sport/56720358

https://www.trailrunnermag.com/people/culture-people/bigs-backyard-ultra-a-race-with-no-end/




 

Gary Cantrell aka Lazarus Lake

 

Big's Backyard Ultra is the original backyard ultra, invented by Gary "Lazarus Lake" Cantrell of Bell Buckle, Tennessee. Participants run a 4.167-mile loop every hour, and are eliminated if they fail to complete a loop in an hour. The path of the loop is on trails during the day and along a road after dark. The distance of each loop is equal to 100 divided by 24, so that a competitor runs 100 miles for a full day of competition. There is no predefined finish. The winner is the competitor who completes a loop that no other competitors complete. If no competitor outlasts every other competitor, there is no winner.[1] 

- Wikipedia

 

 

Big's Backyard Ultra 

Stats here.



Desde a ideia seminal de Lazarus Lake, e o início das primeiras edições, este formato tem explodido pelo mundo inteiro.

Tanto que se começaram a organizar campeonatos nacionais e mundiais, individuais e por equipa.

Em cada país onde existam provas certificadas, poderá organizar-se um Backyard Ultra - World Team Championship, a ter lugar no dia 15 de Outubro de 2022, em simultâneo em todos os países, em que os nacionais desse país competem para o resultado da Equipa Nacional, e também para o Campeonato Nacional Individual. Isto caso tenham sido apurados para esta final.

São apurados os 15 melhores atletas, após se terem realizado todas as provas em que podem qualificar, nos dois anos mais recentes (de 16 de Agosto de 2020 até 15 de Agosto de 2022).

Os melhores atletas serão os vencedores únicos de cada prova, e adicionalmente os que tiverem completado o maior número de voltas, até um máximo de 15 por país.

Os atletas vencedores desde campeonato nacional individual terão um lugar na final mundial, Backyard Ultra - World Individual Championship, que se disputará no Tennesse, na Big Dog Backyard Ultra, a 15 de outubro de 2023.


Em Portugal é a primeira vez que se disputam este tipo de provas. Teremos portanto a primeira equipa de sempre neste ano de 2022.

Existiram apenas 4 eventos qualificativos, 3 em Portugal e 1 em Espanha. Apesar de só terem tido lugar 3 provas em Portugal, qualquer atleta pode participar em qualquer prova em qualquer ponto do mundo e contabilizar o resultado nessa.


Esses eventos foram os seguintes:


Trotamontes Backyard Ultra 26/03/2022

Horizontes Backyard Ultra 23/04/2022

Backyard Ultra Ruta de la Piedra 24/06/2022

Feirense Backyard Ultra 14/08/2022


34 voltas garantem vitória a António Martins na primeira edição da Horizontes Backyard Ultra

 

Em forma esquemática o apuramento seria algo deste género (as provas não foram estas):




As provas qualificativas já decorreram a portanto já temos uma lista com os 15 bravos que foram apurados.

A Trotamontes Backyard Ultra não apurou nenhum atleta pois o vencedor fez 21 voltas, ou seja, menos voltas do que o 15º classificado da lista.

A menos que algum se veja impossibilitado de participar na final, serão os 15 primeiros desta lista:

 

 

https://backyardultra.com/road-to-bigs/



E é com enorme e indisfarçavel orgulho que posso dizer que um deles é membro do meu clube, o RUN 4 FUN!

O Luiz de Ramos qualificou-se galhardamente após completar duas voltas adicionais para além das 24 que correspondem à distância pre-estabelecida de 100 milhas!

Ou seja, completou a distância de 174,356 km em 25h55m e ficou apenas a duas voltas do vencedor, Hugo Alves, o qual completou 28 voltas.

BRAVO!!!


 



 

 


  

Enormes parabéns Luiz!!!  Estaremos contigo no dia 15 de Outubro! Bons treinos campeão!

 

 

Deixo um link para as estatísticas sempre minuciosas e úteis do Orlando Duarte.





 

 


Comentários



Posted by:
has written 0 awesome articles for dorsal1967.

Mensagens populares deste blogue

ITRA Performance Index - Tudo o que nunca quis saber nem teve vontade de perguntar

UTAX - Ultra Trail Aldeias do Xisto - 2014

De Vela até aos Açores

5º AXTrail series 2012

Provas Insanas - Westfield Sydney to Melbourne Ultramarathon 1983

Le Grand Raid des Pyrénées

MIUT - Madeira Island Ultra Trail

Ultra Trail Atlas Toubkal - UTAT 2016 - A prova

GR13 - Via Algarviana

VCUF - Volta Cerdanya UltraFons - 214 km - 10.000m D+